Negócios como Adoração

businesswoman-worshiping

Assim como Negócios como Missão (Business as Mission), o termo “Negócios como Adoração (Business as Worship) também tem muitos significados. Entretanto, como ouvi nas últimas palestras e nas minhas leituras, parece ter duas grandes correntes de pensamento sobre o assunto: Continuar lendo

Alcançando o mundo em família

Alcançando o mundo em família

Durante suas viagens, Paulo plantou igrejas, fez discípulos e abençoou diversas famílias. Uma dessas famílias ficou registrada nas Escrituras como uma família de Fazedores de Tendas. Eles viveram o Evangelho de tal forma que até hoje são um modelo perfeitamente reproduzível de família cristã.

Continuar lendo

O Fazedor de Tendas – A aplicabilidade do Modelo de Paulo

Fazedor de Tendas é a expressão moderna usada para se referir ao missionário que, inspirado no exemplo do apóstolo Paulo, trabalha para se sustentar e criar oportunidades de estabelecer pontes com o contexto local. Continuar lendo

Porque Paulo trabalhou tanto, quando havia um Mundo a ganhar?

Ele sabia que suas horas no local de trabalho iriam acelerar a sua missão. Três principais razões bíblicas de Paulo estão em 1 Coríntios – 9 e 2 Tessalonicenses – 3.

  1. O trabalho dá credibilidade a Paulo e à sua mensagem. Ele prega o Evangelho incansavelmente, sob severa perseguição, e para nenhum ganho financeiro, convence até mesmo os inimigos de que ele é sincero e que sua mensagem é verdadeira.
  2. O trabalho ajuda a identificação de Paulo com as classes trabalhadoras, que compõem a maior parte do Império Romano. Só eles podem levar o Evangelho para suas aldeias de língua não-grega nos locais mais remotos. Consequentemente, regiões inteiras foram rapidamente ganhas!
  3. O trabalho mostra Paulo como exemplo para os convertidos: o discipulado; o viver piedoso em uma sociedade idólatra imoral; uma ética bíblica no trabalho, essencial para famílias e igrejas fortes, e um evangelismo leigo não remunerado, para o crescimento exponencial da igreja!

Todos os convertidos precisam difundir o Evangelho! Fazer Tendas era um princípio inegociável na estratégia de Paulo. Inicialmente, as igrejas de Paulo nunca viram um trabalhador, religioso, profissional pago. Evangelismo leigo e não pago era o padão na igreja primitiva. É assim que Paulo podia dizer que ele havia pregado o evangelho por toda a metade oriental de língua grega do Mediterrâneo para que ele não tivesse  mais nenhuma sala para entrar nessas regiões. Ele plantou igrejas de auto-propagação,  auto-multiplicativas, que foram penetrando toda a região com o evangelho.

Globalopps.org